🐾 PKD

A Doença Renal Policística é a doença genética que mais afeta gatos Persas e aparentados e outras raças de pêlos longos ou gatos SRD de pêlos longos em geral.

A PKD é uma doença autossômica dominante, ou seja, não está ligada ao sexo e é transmitida de pais para filhos sem intervalos de gerações.
A doença pode ser uni ou bilateralmente, sendo que a presença de cistos em somente um rim não caracteriza a doença.
Os gatos acometidos de policistos podem morrer de insuficiência renal crônica, desde quando pequenos ( 8 semanas de idade ) até com idades mais avançadas, dependendo da época em que os sinais clínicos aparecerem.
Estes sinais são os mesmos da insuficiência renal em humanos: diminuição da quantidade de urina, perda de peso, inapetência e letargia.

A PKD por ser uma doença dominante é relativamente de fácil detecção em exames.Ultra Sonografias ( US ) já não são mais método diagnóstico de eleição, pois micro cistos podem não ser visualizados pelo monitor e com isso oferecer um Falso Negativo, ou seja, este reprodutor estará gerando filhotes portanto a mutação gênica e você pensando que ele é saudável, quando na realidade ele é portador da doença, embora ainda não tenha manifestado os sintomas clínicos da doença.

Hoje, podemos contar com o Diagnóstico Molecular para PKD Felina, feito por DNA, onde através de um mapeamento gênico podemos garantir a ausência desta mutação nos animais saudáveis, podendo ser realizado em bebês com 3 semanas de vida apenas, porando não há necessidade de se esperar ate os 10 meses de vida do animal para se saber se ele está comprometido.

Você pode testar seu gatinho nos seguintes Laboratórios:

🐾 Os gatos positivos para a doença não devem se reproduzir e precisam ser castrados para que se evite a transmissão para os futuros filhotes, evitando-se assim que a doença se perpetue na espécie causando grande sofrimento ao animal e seu dono.

🐾 Um gato PKD+ se cruzar com uma fêmea PKD-, seus filhotes terão 50% de probabilidade de serem positivos.

O gato Persa atingido por PKD deve ser considerado como sendo portador de uma doença hereditária, progressiva e letal.